DENTRO DA MINHA CASA -

DANS MA MAISON

( FRANÇA )

Nesse projeto, trabalhadores sociais foram formados em arte socialmente engajada em um workshop de performance realizado por Tania Alice na associação "Les Têtes de l'Art - Reveladores de otimismo", dentro do projeto europeu Art4Act / Erasmus plus de luta contra a discriminação e o racismo. Depois do workshop, os trabalhadores sociais trabalharam com seus grupos de jovens e migrantes em pequenos grupos que foram supervisionados durante um mês por Tania Alice e o assistente do projeto, Aziz Boumediene. Assim, todos juntos recriaram uma grande casa mobiliada a céu aberto onde os transeuntes eram convidados a compartilhar experiências doméstico-performatico-poéticas com os performers/jovens/trabalhadores, todas por eles elaboradas. Cada grupo criou um cômodo da casa, com performances relacionais, experimentos poéticos e compartilhamentos de histórias de vida. Coletivamente, foi assim inventada uma casa onde todos viveremos juntos durante algumas horas em uma atmosfera de alegria e inclusão, instaurando o mundo que existia nos sonhos dos participantes e que chegou a ser real por algumas horas, apesar das macro-políticas esmagadoras, no evento Les Dimanches de la Canebiere, das 15h às 17h30, em Marseille. Um curta será realizado por Laurie Freychet e uma equipe sobre a experiência, disponível em breve na internet. Houve também uma participação via video de Gilson Moraes Motta, que respondeu a perguntas sobre racismo e discriminação no Brasil dentro de um escritório a céu aberto, onde os participantes podiam conversar com pessoas de diversos países e dialogar sobre discriminação, além de outras atividades em diversos cômodos, como uma ducha-karaokê, piscina de bolinhas, cozinha participativa, fotos de família temporárias e outras atividades criadas e realizadas nos diversos cômodos da casa.

antes de ser realizado o projeto DANS MA MAISON / DENTRO DA MINHA CASA, foi redigido o seguinte texto para a divulgação do workshop e da performance THE BATH PROJECT:

O projeto "Dentro da minha casa" foi concebido dentro de um projeto Erasmus Plus da União Europeia. Trata-se de um projeto amplo, que reúne oito organizações culturais da Europa e do mundo árabe, tendo por meta realizar ações pela luta contra o racismo, a discriminação e a islamofobia, por meio de práticas educativas não-formais e metodologias inovadoras em termos de pedagogia de criação artística. O parceiro europeu dessa ação foi a associação Les Têtes de l’Art, situada em Marseille e especializada no acompanhamento e na realização de projetos participativos, que formulou o convite à Tania Alice para ser a artista principal responsável de um projeto europeu - cujo registro em vídeo será apresentado para a Comissão Europeia.

 

Diversas reuniões de criação com parceiros e instituições foram realizadas ao longo do ano, até chegar ao projeto final concebido pela artista: oferecer um curso de formação gratuito para diversos arte-educadores que trabalham com comunidades específicas durante o mês de janeiro de 2018 para que eles possam em seguida trabalhar com seus próprios grupos na criação de um projeto participativo.

 

Para este fim, segui uma formação especializada, com a parceria de instituições europeias, de cinco dias (de 6 a 11 de junho de 2017), durante a qual foram realizados estudos de métodos de inteligência coletiva, foi iniciado o trabalho de preparação para uma publicação que irá resultar deste trabalho e foram feitas trocas de exercícios e experiências em projetos participativos. Depois deste workshop, contamos com o tempo de duas semanas para idealizar e conceber o projeto.

 

A ideia do projeto participativo era recriar uma grande casa no espaço público, desenhada no chão. Nesta casa, cada grupo oriundo de uma minoria discriminada tinha por objetivo oferecer sua cultura aos transeuntes. Desta forma, na cozinha, um grupo cozinhava receitas de sua tradição, no quarto de dormir, outro grupo contava histórias da tradição oral de seu país, no jardim, um grupo tocava música, na banheira, habitantes da casa virtual convidavam os transeuntes para tomar um banho. De uma forma geral, todos os participantes convidavam o público para ações participativas e relacionais e invertiam a relação entre quem normalmente tem casa (o público da performance) e as populações de migrantes ou ciganos, normalmente desabrigados, itinerantes e considerados como pedintes.

 

Para divulgar o workshop e o projeto, Tania Alice concebeu uma primeira performance, intitulada THE BATH PROJECT, que foi realizada no espaço público de um bairro de migrantes chamado La Belle de Mai no dia 7 de dezembro de 2017. Nessa performance reconstituía-se parte da casa (uma banheira, cheia de bolas coloridas de plástico) no espaço público, convidando pessoas à compartilhar um banho de cores com a artista. Foi realizado pela equipe de televisão da associação Les Têtes de l’Art um vídeo dessa performance, que foi apresentado durante o Festival “Minha Casa”, realizado no Cinema Gyptis de Marseille, a cada dia durante 3 semanas antes dos filmes serem projetados para o público, contribuindo assim a divulgar o projeto durante o mês de dezembro de 2017.

 

O workshop, que teve 15 participantes, foi realizado nos dias 25 e 26 de janeiro de 2017. O projeto está previsto para o mês de fevereiro, após um mês de acompanhamento dos grupos. A performance final será realizada no evento artístico Les Dimanches de la Canebière no dia 25 de fevereiro de 2018.

PERFORMANCE "DANS MA MAISON".
Projet européen de lutte contra la discrimination et le racisme ART4ACT coordonné par Les Tetes de LArt.
Conception artistique et réalisation: Tania Alice, assistée de Aziz Boumediene.
Equipe vidéo coordonnée par Laurie Freychet

Un projet qui s'inscrit dans le travail des Performers sans Frontières / Performers sem Fronteiras.

Un peu de cette merveilleuse journée du 25/02/2018 pour tous ceux qui n´ont pas pu venir. 

Avec les travailleurs sociaux de diverses communautés de Marseille et leurs communautés, nous avons habité l'espace public qui a été notre maison durant quelques heures et nous avons vécu ensemble et partagé avec les passants un quotidien poétique, performatif et inclusif, quelles que soient nos origines, langues et croyances.

Au départ, un workshop d'Art Socialement Engagé, méthodes et techniques.

Ensuite, un accompagnement des divers groupes.

Puis, la performance collective et participative aux Dimanches de la Canebiere. 
 

Follow PsF | PwB

plataforma PsF

Performers sem Fronteiras

Performers sin Fronteras

Performers saens Frontières

Performers without Borders

2019

Contato | Contact | Contacter | Contacto

performerssansfrontieres@yahoo.com

  • Performers sem Fronteiras