CADA NÚMERO É O AMOR DE ALGUÉM

cada número na abrace 2021
cada número é o amor de alguém

CADA NÚMERO É O AMOR DE ALGUÉM

performance duracional - assista os vídeos por letra

- realizada em dois momentos:

Data: 1 de maio

Horário: das 17:21 (dia 1) até 06:55 (dia 2) 

Data: 14 de junho

Horário: das 20:30 (dia 14) até 04:30 (dia 15)

performance de abertura da ABRACE 2021

Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas

Números são elementos abstratos da matemática usados para descrever quantidades, ordens ou medidas. Histórias de vida são memórias de afetos que firmam a delicadeza da vida e o amor após a perda de alguém que amamos. 


Histórias de vida não se reduzem a números. É preciso contar essas histórias. Contar histórias como forma de homenagear as pessoas mortas pela Covid-19.

Contar histórias como um ato de afirmação da vida. Contar histórias como um ato de protesto contra as vidas perdidas.


Cada número é o amor de alguém é uma experiência performativa que testa até onde conseguimos sustentar emocionalmente a perda de tantas vidas causadas pela pandemia e pelos descasos do governo atual.
 

No dia 1 de maio de 2021, nós, do Coletivo Performers sem Fronteiras, estivemos performando a leitura de histórias de vida perdidas na pandemia, coletadas pelo projeto Memorial Inumeráveis. Durante 13 horas, do pôr do sol do dia 1º de maio ao nascer do sol do dia 2, conseguimos ler 2123 nomes. Mas, foram apenas as letras A e B.
Desta vez, iniciaremos a ação no dia 14 de junho de 2021, a partir das 20h30 até às 4h30, no dia de abertura do XI Congresso da ABRACE (Associação Brasileira em Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas). Serão oito horas de leitura – o tempo de uma jornada de trabalho.


Se nos diminuímos como sociedade a cada número que sobe nessa contagem, nos somamos como homenagem a cada nome e a cada memoria lidos, elevando a potência de nossos afetos.


Não sabemos se teremos condições emocionais de ler uma história após a outra, ou mesmo de chegar até a letra D.


Porque cada número é o amor de alguém.

Ficha técnica:

Um projeto Performers sem Fronteiras / UNIRIO, a partir do projeto “Memorial Inumeráveis”, dentro do Grupo de Pesquisa “Práticas performativas contemporâneas”, composto por aluna/os de IC, Mestrado e Doutorado e Professora/es da UNIRIO/UFRJ.

Conheça o projeto “Memorial Inumeráveis”.
 

Concepção e direção: Tania Alice
Textos: Memorial Inumeráveis


Performance ação#1: Ana Karenina Riehl, Ana Paula Penna, Ana Raquel Machado, Barbara Santos, Celo Miguez, Claudia Mele, Deisi Margarida, Fernanda Paixão, Gilson Motta, Gizelly de Paula, Ivan Faria, Juliana Liconti, Marcelo Asth, Mariana Rego, Tania Alice, Zé Caetano.

Técnica de transmissão: Ana Karenina Riehl.

Performance ação#2: Ana Karenina Riehl, Ana Paula Penna, Ana Raquel Machado, Celo Miguez, Claudia Mele, Deisi Margarida, Fernanda Paixão, Gilson Motta, Ivan Faria, Juliana Liconti, Marcelo Asth, Mariana Rego, Tania Alice, Zé Caetano.

Técnica de transmissão: Ana Karenina Riehl.


Material gráfico: Gizelly de Paula.
 

No canal do Youtube Performers sem Fronteiras: inscreva-se e acione o lembrete (-:

www.youtube.com/channel/UCHBRrPHI3Qppb8-muIdeCxQ

LETRA A

LETRA B

LETRA C

LETRA D a F - performance realizada na abertura da programação da ABRACE 2021