CADA NÚMERO É O AMOR DE ALGUÉM

cada número é o amor de alguém

CADA NÚMERO É O AMOR DE ALGUÉM

https://youtu.be/jwc5OETeJXg

performance duracional - assista o vídeo acima

Data: 1 de maio

Horário: das 17:21 (dia 1) até 06:55 (dia 2) 

Números são elementos abstratos da matemática usados para descrever quantidades, ordens ou medidas. Histórias de vida são memórias de afetos, que firmam a delicadeza da vida e o amor após a perda de alguém que amamos.

 

“Cada número é o amor de alguém” é uma experiência performativa que testa até onde conseguimos sustentar emocionalmente a perda de tantas vidas causadas pela pandemia e pelos descasos do governo atual.

Iniciando a ação do pôr do sol até o raiar do novo dia, o Coletivo Performers sem Fronteiras, estará performando a leitura de histórias de vidas perdidas na pandemia, coletadas pelo projeto Memorial Inumeráveis.

Se nos diminuímos como sociedade a cada número que sobe nessa contagem, nos somamos como homenagem a cada nome e a cada memoria lidos, elevando a potência de nossos afetos.


Não sabemos se teremos condições emocionais de ler uma história após a outra.
Não sabemos se conseguiremos ir além da letra A, apesar de sermos muitos.

Porque cada numero é o amor de alguém.

Ficha técnica:


Um projeto Performers sem Fronteiras / UNIRIO, a partir do projeto “Memorial Inumeráveis”.

Concepção e direção: Tania Alice
Textos: Memorial Inumeráveis
Performance: Ana Karenina Riehl, Ana Paula Penna, Ana Raquel Machado, Barbara Santos, Celo Miguez, Claudia Mele, Deisi Margarida, Fernanda Paixão, Gilson Motta, Gizelly de Paula, Ivan Faria, Juliana Liconti, Marcelo Asth, Mariana Rego, Tania Alice, Zé Caetano.
Técnica de transmissão: Ana Karenina Riehl.